automatização de portões
Dicas de Instalação

Dicas para escolher o modelo de automatizador a partir do tipo de portão

A automatização de portões é um cuidado e um investimento que realmente valem a pena. Seja para residências, empresa ou condomínio, a praticidade e a segurança trazida por este tipo de motor é o que o torna uma grande procura iniciando com o entendimento de qual é o modelo de portão e de qual o melhor projeto para o seu cliente.

Você precisa automatizar o portão do seu cliente, mas ainda não sabe por onde iniciar a escolha do automatizador? Com certeza esse artigo contribuirá! Veja a seguir dicas sobre como escolher de acordo com o modelo de portão e segundo a necessidade.

Como escolher o automatizador certo para cada modelo de portão?automatização de portões

1.   Saiba quais são os modelos de portões que podem ser automatizados

O primeiro passo para escolher o melhor automatizador é entender que existem vários modelos de portões e que eles devem ser considerados para que a automatização seja viável.

Basicamente existem três modelos de portões, são eles: O basculante, o deslizante e o pivotante. Você sabe quais são as diferenças entre cada um desses modelos?

O basculante é o modelo de portão que quando o motor é acionado abre para cima, ideal para locais que não dispõem de muito espaço; o deslizante, como o próprio nome sugere, é o tipo que desliza horizontalmente para ser aberto precisando de trilhos.

E o pivotante, por fim, é aquele que abre cada parte do portão para um lado como em um movimento mais convencional e que pode ser tanto para dentro quanto para fora. Conforme o modelo de portão há um tipo de automatizador mais específico, por isso muita atenção.

2.   Conheça os tipos de motor

Depois de saber quais são os modelos de portões é hora de descobrir quais são as opções em motores para fazer a automatização. Basicamente o motor varia conforme o tipo de portão, visto que alguns exigem mais força do que outros.

O motor também sofre variação conforme o peso, a frequência de uso e outros fatores que, como esses, são determinantes para o bom e correto funcionamento do portão.

3.   Avalie a potência de cada automatizador

Um dos cuidados mais importantes na hora de automatizar o portão é considerar a potência necessária para que ele tenha uma boa performance diária. Em resumo, a regra geral é que para maior frequência de uso, maior a potência também.

Desta forma, empresas e condomínios sempre exigirão um motor com maior potência do que aqueles usados em residências. Afinal, o número de aberturas e fechamentos de tais portões é menor do que aqueles usados em empresas, onde o entra e sai é muito maior.

A escolha equivocada pela potência do motor pode acumular prejuízos mais tarde uma vez que o uso do portão automatizado não estará devidamente alinhado à capacidade que foi adquirida. Considere também o peso do portão no momento de escolher o motor.

4.   Pesquise por profissionais neste mercado

Seguidas essas primeiras dicas e passos, é hora de pesquisar por empresas que são referência neste mercado para dar prosseguimento ao projeto. A escolha certa fará toda a diferença, por isso preste muita atenção, certo?

A melhores empresas poderão lhe indicar com mais confiança quais são as melhores opções para o modelo de portão, conforme a necessidade do seu cliente.

Ou seja, uma empresa especialista lhe aliviará problemas e imprevistos ao longo da automatização do portão.

5.   Verifique quando os kits com automatizadores compensam mais

Após pesquisar tudo o que foi mencionado antes, confira junto à empresa o que vale mais a pena para o projeto que você foi contratado. Cada caso é um caso e em alguns deles pode ser mais interessante adquirir um kit com automatizadores ao invés de peças isoladas.

Especialmente para empresas que muitas vezes precisam automatizar mais do que apenas um portão, as opções de kits são interessantes por ter todos os principais elementos em um só lugar e até mesmo com vantagens no quesito financeiro. Sempre questione essa possibilidade!

6.   Faça a manutenção preventiva do portão

Por fim, não menos importante, para que o motor trabalhe corretamente é importante que se faça sempre a manutenção preventiva do portão, afinal falhas poderão acarretar em prejuízos para o motor.

Verifique sempre se as roldanas, rodinhas e engrenagens estão funcionando corretamente e não arrisque ver problemas no portão automático devido a esses descuidos.

Agora que você sabe tudo sobre os modelos de portão e de motor, aproveite para tirar outras dúvidas ou iniciar esse projeto com a Garen, empresa referência quando o assunto é automatização de portões residenciais, condominiais e empresariais!

Garen pode confiar.